Angelique e suas Facetas

A história de Angelique e suas muitas facetas...

Numa folha amarelada em cima da mesa...


Estava escrito as seguintes palavras:

"Oh, desejo-te, amado,
Desejo-te tanto que não posso falar...
Quero-te, meu amado!

Tome-me em seus braços,
Me fala mulher,
Deixe que seja tua e tu sejas meu...
Ah, querido, como te quero!

Quero-te tanto
Que até sinto meu corpo doer.
Faz-me mulher, oh amado,
Transforma-me em tua!

Amada, querido, faça-me feliz,
E deixe que eu faça o mesmo por ti!
A ti dedico todo meu amor,
Dedico toda minha paixão!

Meu amado, todos os dias te espero.
Estou sempre no mesmo lugar e na mesma hora...
A tua espera...

Toca-me...
Deixa que eu te sinta.

Te quero...
Te quero...
Te quero..."

Ao pé da folha via-se a marca de um beijo... Um beijo de amor e paixão.

----------------------------------------------------------------
Retirado de um velho caderno...

4 comentários:

Bravo, Belíssimo poema! Beijocas do conde :***

 

Todos precisamos de folhas amareladas, pelo menos nós, crianças da noite! Adorei a música também! :)

 

E eu sempre serei defensora de folhas amareladas.
Afinal, nelas estão grafados antigas idéias, sentimentos e poemas.

E segredos...

Beijos mil, Amiga-Irmã!!!
Lindo poema!

 

Que lindo!
Bjinhos da Madrasta!

 

Postar um comentário

Sua opinião é muito importante!